ITeCons
ITeCons
UC
Caminho › itecons.uc.pt › Projetos › REVI CLEAN FACADE - Desenvolvimento de um sistema de revestimento com elementos cerâmicos auto drenantes para fachadas
Projetos

Site do projecto

Nº Projeto:
POCI-01-0247-FEDER-003179

Data de início:
01/10/2015
Data de fim:
30/09/2018

Montante financiado:
312 873.72 €
Montante de investimento:
499 033.14 €

REVI CLEAN FACADE - Desenvolvimento de um sistema de revestimento com elementos cerâmicos auto drenantes para fachadas

PromotorRevigrés

Copromotor(es)Weber Saint-Gobain
ITeCons

Descrição do projeto

O projeto REVI CLEAN FACADE tem como finalidade o desenvolvimento de um novo produto, inserido no domínio dos elementos cerâmicos, para o revestimento exterior de fachadas.

É do conhecimento geral que um dos principais problemas, no que toca a utilização de produtos cerâmicos para o revestimento de fachadas, prende-se com o aparecimento inestético de sais à superfície nas juntas desses materiais, designados por eflorescências. Desta forma, e uma vez que, o mercado não possui nenhuma solução capaz de minimizar/mitigar o aparecimento das eflorescências, pretende-se que o produto a ser desenvolvido apresente caraterísticas inovadoras com vista a minimização deste problema.

Este projeto trata-se de um investimento no domínio dos materiais, que irá permitir valorizar a aplicação do elemento cerâmico nas fachadas, promovendo o seu valor cultural e arquitetónico. A solução desenvolvida destina-se quer à nova construção, como também, à reabilitação do edificado. Numa altura em que existe, ainda, um enorme potencial no mercado da reabilitação em Portugal pretende-se que a solução desenvolvida constitua uma solução viável e competitiva a este nível.

Atividades do projeto

  • Estudos preliminares que consistirão num estudo de mercado nacional e internacional, na definição das exigências e requisitos funcionais do sistema, na avaliação físico-química de patologias do sistema (realizada com base num levantamento de soluções existentes) e num estudo económico que permita estabelecer limites associados aos custos de produção e do produto em si, garantido a sua capacidade competitiva no mercado.
  • Conceção e desenvolvimento do sistema que passa pelas definições base de dimensionamento do sistema, simulação numérica dos fenómenos físicos e mecânicos, desenvolvimento de argamassas de colagem e de betumação de juntas, desenvolvimento de material cerâmico, desenvolvimento do sistema de ventilação e desenvolvimento de soluções para adaptação da linha de produção.
  • Campanha de validação experimental para a qual se prevê uma caracterização física e mecânica pormenorizada dos vários componentes e sistema. Por último, aplicação do sistema em protótipos à escala real e monitorização.
  • Promoção e divulgação dos resultados.

 

Cofinanciamento

Compete 2020

 

Tome Nota