Ferramentas de cálculo DL 118/2013

O Decreto-Lei n.º 118/2013 de 20 de Agosto revoga os anteriores Sistema de Certificação Energética dos Edifícios (SCE - DL78/2006 de 4 de Abril), Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos Edifícios (RCCTE - DL80/2006 de 4 de Abril) e Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE - DL79/2006 de 4 de Abril).

Para além de alterações ao nível dos requisitos térmicos e energéticos, são preconizadas alterações nas metodologias de cálculo do desempenho energético.

Na tentativa de apoiar os projetistas na aplicação das novas metodologias de cálculo, o ITeCons disponibiliza ferramentas, as quais vão sendo atualizadas em função dos contributos dos utilizadores. Nesta página poderá ter acesso às versões mais atuais, as quais vão sendo identificadas com o número da versão (vi.ii) e a data de lançamento (aaaammdd).

As ferramentas de cálculo disponibilizadas possibilitam o preenchimento de toda a informação necessária à emissão de Pré-Certificados e Certificados Energéticos, com a qual poderá ser gerado um ficheiro XML, através da Plataforma de Criação e Gestão de XML (www.itecons.uc.pt/xmlsce), desenvolvida pela Flor-de-Utopia, passível de ser importado no portal da ADENE (na área de acesso reservado a Peritos Qualificados do SCE), fazendo o preenchimento automático da totalidade dos campos necessários à emissão do PCE ou CE.

As referidas ferramentas estão preparadas para fazer, de forma automática, e sempre que aplicável, a verificação de requisitos mínimos e energéticos, para o ano 2013 e 2016. Permitem ainda, à semelhança das versões anteriores, a análise técnico-económica de medidas de melhoria. As ferramentas encontram-se estruturadas para permitir gerar, para além do XML, o Relatório de Peritagem necessário à emissão de CE.

Torna-se ainda possível armazenar descrições de soluções construtivas em bases de dados e carregar, sempre que necessário, essas descrições diretamente nas folhas de cálculo.

As ferramentas possuem um funcionamento mais automatizado, o que implicou a introdução de macros, pelo que o utilizador deverá ter o cuidado de selecionar determinadas opções do Excel, as quais se encontram indicadas no ficheiro Leia-me.pdf.

FERRAMENTAS DE CÁLCULO DE APLICAÇÃO DO REH

Para aplicação do novo Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Habitação (REH), a ferramenta agora disponibilizada aplica-se tanto a edifícios novos como a edifícios existentes (FC_REH_XML_v3.10_20171109).

FERRAMENTAS DE APOIO À APLICAÇÃO DO RECS

Para aplicação do Regulamento de Desempenho Energético dos Edifícios de Comércio e Serviços (RECS) aos Pequenos Edifícios de Serviços Sem Climatização (PESsC), o ITeCons desenvolveu uma ferramenta de simulação dinâmica simplificada (monozona) aplicável tanto a edifícios novos como a edifícios existentes (FC_CDM_RECS_XML_v1.07_20171114).

 

Esta nova versão tem um complemento indispensável ao seu funcionamento (CDM_RECS_Motor_de_Calculo), que inclui o motor de cálculo e os dados climáticos (ficheiro atualizado em 18 de abril de 2017). Após descarregar o ficheiro deverá descompactá-lo e colocar a pasta "recs_calculos" em c:\. Poderá, por exemplo, descarregar o ficheiro para o ambiente de trabalho, descompactá-lo e depois mover a pasta descompactada para c:\. Se não conseguir mover a pasta para c:\ significa que terá de obter permissões de administrador do sistema para posteriormente poder fazê-lo.

×

ARISTON EREN - Bombas de Calor para A.Q.S.

O programa ARISTON EREN trata-se de uma ferramenta desenvolvida com o apoio do ITeCons com o intuito de facilitar o cálculo da quantidade de energia renovável fornecida por uma bomba de calor na preparação de A.Q.S. Os resultados estão baseados nos requisitos do Despacho nº14985 de 2015.

A eficiência de uma bomba de calor está dependente de alguns fatores como temperatura ambiente, humidade relativa e temperatura da água da rede. Neste caso, consideramos as condições de cálculo da norma EN 16147:2011 para dois pontos de ensaio e estima-se o seu comportamento tendo por base a gama de temperaturas de funcionamento a que o equipamento fica sujeito.

O SPF foi obtido com base na média do COP horário ao longo de um ano, utilizando os ficheiros climáticos disponibilizados pelo LNEG. A eficiência das bombas de calor declarada pela ARISTON foi determinada por ensaio, tendo sido efetuada uma verificação aleatória por parte do ITeCons, laboratório acreditado para a execução de ensaios de acordo com a EN 16147:2011.

 

Interface:

A interface da ferramenta permite selecionar os equipamentos da Ariston e verificar quais superam as necessidades estimadas à luz Decreto-Lei n.º118/2013 (Decreto-Lei n.º 28/2016).

Após a introdução dos dados, o cálculo do ERen é efetuado automaticamente.

Caso pretenda executar comparações com outros sistemas, por favor, contacte o departamento técnico da ARISTON, através do endereço projectos.pt@aristonthermo.com

 

Requisitos:

  • Windows Vista ou posterior;
  • Office 2007 ou posterior;
  • Ligação à internet. 

 

 

 

 

×

Eren Sistemas Termodinâmicos ENERGIE

O programa ECOREN é uma ferramenta desenvolvida com o apoio do ITeCons com a finalidade de ajudar no cálculo da quantidade de energia renovável fornecida por uma bomba de calor termodinâmica na preparação de águas quentes sanitárias. Os resultados estão baseados nos requisitos do Despacho nº 14985 de 2015 e no Despacho n.º 3777/2017.

A ENERGIE através da cooperação com o LNEG e em colaboração com a Task 44 do programa Aquecimento e Arrefecimento Solar da Agência Internacional de Energia, desenvolveu uma metodologia de ensaio para bombas de calor assistidas por energia solar, para preparação de AQS com referências ECO 200, 250, 300 e 1500, de modo a quantificar o SPF tendo em conta a variação das condições climáticas de cada local.

O projeto ESCASSEz enquadra-se nas atividades de Assistência Técnica e Tecnológica que o LNEG presta às empresas tendo sido desenvolvido no âmbito de solicitação da Energie, est lda no sentido de ensaiar e caracterizar os seus sistemas para preparação de AQS. Dada a variabilidade anual da fonte de energia solar e temperatura ambiente e sua influência no comportamento térmico deste tipo de equipamento, uma correta caraterização da bomba de calor pelo SPF, passa por uma prévia validação experimental em Laboratório do modelo físico associado a este equipamento, com determinação dos parâmetros que irão permitir o cálculo do seu comportamento térmico a longo prazo.

A eficiência de uma bomba de calor assistida por energia solar está dependente de alguns fatores como temperatura ambiente, humidade relativa, temperatura da água da rede e radiação solar directa e difusa. Neste caso, consideramos as condições de cálculo da norma EN 16147:2011 para dois pontos de ensaio e estima-se o seu comportamento tendo por base a gama de temperaturas de funcionamento a que o equipamento fica sujeito.

Interface:

A interface da ferramenta permite selecionar os equipamentos termodinâmicos da Energie e verificar quais superam as necessidades estimadas à luz Decreto-Lei n.º118/2013 (Decreto-Lei n.º 28/2016).

Após a introdução dos dados, o cálculo do ERen é efetuado automaticamente. Se pretender será gerado um relatório com a apresentação das caraterísticas da máquina simulada bem como o cálculo mensal do EREN e do SPF.

Requisitos:

·    Windows Vista ou posterior;

·    Office 2007 ou posterior.

×

CDM RECS - Motor de Cálculo

O motor de cálculo aqui disponibilizado, atualizado em 18 de abril de 2017, indispensável ao funcionamento da nova ferramenta de simulação dinâmica monozona para pequenos edifícios de serviços (FC_CDM_RECS_XML_V1.01_20170418), tem de ser colocado na raíz do computador (em c:\).

Assim, após descarregar o ficheiro deverá descompactá-lo e colocar a pasta "recs_calculos" em c:\.

Poderá, por exemplo, descarregar o ficheiro para o ambiente de trabalho, descompactá-lo e depois mover a pasta descompactada para c:\.

Se não conseguir mover a pasta para c:\ significa que terá de obter permissões de administrador do sistema para posteriormente poder fazê-lo.

Em caso de dificuldade contacte-nos através do número 239 798 949.

×

SEEP Janelas

A climatização pode ser responsável por uma das maiores parcelas de consumo de energia de um edifício. O uso de janelas pouco eficientes contribui para estes consumos. Como a escolha acertada destes produtos possibilita a redução dos consumos e custos associados, surgiu recentemente um modelo de etiquetagem energética de janelas, o qual permite a sua escolha de acordo com o desempenho energético.

Vantagens para o fabricante: Informação simples e precisa do desempenho da janela | Fácil comparação entre produtos diferentes | Ferramenta de marketing e promoção de produtos.

Vantagens para o consumidor: Informação da eficiência energética da janela | Possibilidade de redução dos consumos energéticos das habitações.

Para obter a classificação energética de uma janela são necessários apenas os parâmetros técnicos obtidos com a marcação CE: Coeficiente de transmissão térmica da janela (Uw) | Factor solar do envidraçado (g) | Classe de permeabilidade ao ar.


O ITeCons presta apoio aos fabricantes de janelas na interpretação da metodologia de cálculo do SEEP, bem como na implementação do sistema nas empresas.

Também o consumidor final pode esclarecer junto do ITeCons qualquer dúvida que tenha acerca do sistema de etiquetagem energética de janelas.

Para qualquer informação adicional, contacte-nos através do email seep.janelas@itecons.uc.pt, ou através do site do projecto.

×